Oratório de Santo Antônio vai até o próximo sábado (13)

Projeto do Maestro Keiler Rêgo completa 22 anos de realização  

Oratório de Santo Antônio

Há mais de duas décadas, o Oratório de Santo Antônio vem conquistando pessoas de diversas comunidades de Salvador, que desejam festejar e homenagear, durante a trezena, um dos santos juninos mais queridos. O projeto, que hoje é totalmente independente, é dirigido e regido pelo Maestro Keiler Rêgo, que faz questão de manter viva a tradição da trezena de Santo Antônio.

As apresentações começaram no último dia 1º e vão até o próximo sábado, 13 de junho, quando a despedida acontecerá na Paróquia Nossa Senhora da Conceição da Lapinha. O Oratório percorre a cidade de Salvador cantando a Santo Antônio nas suas principais Igrejas e Paróquias. As Paróquias São Brás da Federação, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora da Luz são algumas das que já serviram de palco para o Grupo, que ainda passará pela Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, Paróquia Nossa Senhora da Vitória e outras. Durante as apresentações as pessoas costumam se emocionar e relembrar a infância.

Desde 2013, sempre nos meses que antecedem os festejos a Santo Antônio, o Maestro Keiler Rêgo realiza uma oficina de preparação para o Oratório com a intenção de montar e qualificar o coral que cantará durante a trezena. No final de abril ele deu início aos ensaios e nas duas primeiras semanas de junho o grupo percorre a cidade com as apresentações. Este ano o coro é formado por 70 vozes.

Os participantes consideram o coral uma terapia em grupo e garantem que a música traz muita alegria e união às pessoas. Cantar a trezena de Santo Antônio é fazer parte de uma grande celebração da fé, do amor e da música. Além da capital baiana, onde o evento já é consolidado no calendário cultural, o Oratório de Santo Antônio já passou também por São Paulo, Belo Horizonte e Tiradentes, interior de Minas Gerais.

Qualquer cidadão pode integrar esse coral, que é composto por membros da própria comunidade. O Oratório de Santo Antônio é uma oportunidade para as pessoas que gostam de música e são devotas do santo casamenteiro. Juntas, elas traduzem em notas musicais a devoção pelo Santo, que está sendo homenageado em paróquias da capital baiana.

 

Programação completa:

01/06 – Paróquia São Brás da Federação (Federação, 19h).

02/06 – Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Imbuí, 20h30).

03/06 – Paróquia Sant’Ana (Rio Vermelho, 19h).

04/06 – Abrigo São Salvador (Brotas, 19h).

05/06 – Paróquia Nossa Senhora da Luz (Pituba, 18h30).

06/06 – Paróquia Nossa Senhora de Brotas (Brotas, 20h).

07/06 – Paróquia Ressurreição do Senhor (Ondina, 20h).

08/06 – Paróquia São Paulo (IAPI, 19h).

09/06 – Paróquia Nossa Senhora da Vitória (Vitória, 19h).

10/06 – Igreja Santo Antônio da Barra (Barra, 20h).

11/06 – Paróquia São Francisco de Assis (Boca do Rio, 20h).

12/06 – Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (Bonfim, 18h).

13/06 – Paróquia Nossa Senhora da Conceição da Lapinha (Lapinha, 19h).

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*