REVEILLON 2016 em Morro de São Paulo?

Ocupação de Morro de São Paulo e Boipeba já chega a 100%.  

Prefeitura de Cairu registra 12 mil leitos ocupados em Morro de São Paulo e 2 mil em Boipeba no mês de dezembro. Ocupação anima trade turístico e movimenta economia local.

A poucos dias dos festejos de réveillon, o município de Cairu, no Baixo Sul da Bahia, a 290km de Salvador, comemora a taxa de ocupação hoteleira nas Ilhas de Boipeba e Tinharé, onde fica o Morro de São Paulo.

Em meio à crise que tem afetado o turismo internacional, o turista brasileiros têm optado por descansar nas águas tranquilas e paisagens exuberantes do arquipélago de Tinharé. De acordo com a prefeitura de Cairu, 99% dos leitos de Morro de São Paulo e 100% dos de Boipeba já estão ocupados.

Andréa Drechsler, proprietária da Pousada Natureza, localizada no Morro de São Paulo, afirma que os quartos estão muito concorridos neste verão. “A pousada fica lotada nos finais de semana. Este é um verão mais curto, porém mais quente em termos de visitação”, celebra Andréa.  Entre hotéis, pousadas e casas para temporada, são 12 mil leitos ocupados em Morro de São Paulo e 2 mil em Boipeba.

Drechsler garante que o turismo local segue forte. “Tenho notado uma particularidade neste ano: um público com poder aquisitivo maior que nos anos anteriores, que acaba gastando um pouco mais”, pontua.

A ocupação segue completa até a primeira semana de janeiro. A expectativa é que permaneça alta durante todo o mês, e volte a 100% no período de carnaval.  Para atender a demanda, a prefeitura inicia a operação verão, com o incremento de uma série de serviços aos turistas, entre eles, os de segurança, guarda vidas nas praias, atendimento de saúde 24h, coleta de lixo, vigilância sanitária, e outros.

Réveillon longe da crise

O ponto alto do verão nos dois destinos é a semana entre natal e réveillon. Os pacotes da virada normalmente duram quatro diárias. Este ano a maioria deles inicia no dia 30 de dezembro e encerra no dia 3 de janeiro. Eles incluem hospedagem, com café da manhã e alguns, a ceia da noite de réveillon.

Em Morro de São Paulo durante este período, tanto a Vila, como as praias ficam lotadas durante o dia e a noite. A festa acontece na Segunda Praia, com queima de fogos.  Alguns hotéis e restaurantes oferecem ceia para os turistas com deliciosos cardápios e muito espumante. Em Boipeba, o ponto de encontro é praia da Boca da Barra. A ilha também recebe elegantes festas particulares que acontecem em locais privados.

Destino de Sol e Mar

Sol, mar, praias rústicas, vegetação exuberante e recifes de corais são atrativos naturais do arquipélago de Tinharé. No entanto, a excelente estrutura de hotelaria e gastronomia, além da infraestrutura oferecida aos turistas são atrativos à parte que garantem conforto e férias inesquecíveis aos visitantes.

O prefeito Fernando Brito (PMDB) afirma que vai continuar trabalhando pelo sucesso do município, que chegou a receber o título de terceira melhor administração da Bahia, por uma pesquisa realizada neste ano pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

“Nos preocupamos muito com o cumprimento dos impostos e com os recursos que temos para honrar com as obrigações do município, inclusive no que se refere ao turismo. Um dos nossos cuidados é receber bem o turista e garantir a preservação do meio ambiente”, declara o prefeito que optou por manter a Taxa de Preservação Ambiental (TPA) cobrada aos visitantes que desembarcam em Morro de São Paulo, no valor de R$ 15.

Morro de São Paulo e  Boipeba receberam outros dois títulos importantes em 2015 para o turismo. Duas praias de Morro de São Paulo foram listadas pelo site britânico Trip Advisor,  um dos mais conceituados sites de viagens do mundo, entre as 24 praias mais bonitas do país. Já a ilha paradisíaca de Boipeba, foi indicada pelo site argentino Viajobien.com como o melhor lugar para viagens românticas, tranquilas e em sintonia com a natureza. A região é reconhecida pela UNESCO como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade.

Encantos do Morro de São Paulo

Rico em belezas naturais, o destino, localizado no arquipélago de Tinharé, é um recanto de beleza exuberante, praias, manguezais, restinga e Mata Atlântica, inserido numa Área de Proteção Ambiental, a APA Tinharé / Boipeba.

O povoado, que é o mais famoso do município de Cairu,  é o terceiro destino em número de atrações de turistas na Bahia, possui 220 pousadas e hotéis, além de 125 bares e restaurantes. Morro de São Paulo recebe anualmente mais de 350 mil visitantes.

O Morro é lugar mágico, onde o tempo parece não querer passar. Um lugar cosmopolita, onde pessoas de todos os cantos do mundo se encontram. Um lugar charmoso, elegante, diversificado, que mistura a tranquilidade de ilhas paradisíacas, com a energia de um destino onde as palavras de ordem são lazer e diversão.

Um lugar que inspira poetas, artistas e casais apaixonados, em meio à uma vila charmosa, com feirinha de artesanato, além de vários bares e restaurantes, com o melhor da gastronomia local e internacional.

Foi em Morro de São Paulo, a mais de 400 anos, que a cidade de Cairu nasceu. A pequena Vila que deu origem ao município guarda um rico patrimônio histórico, com destaque para a fortaleza com 700 metros de muralhas, a Igreja Nossa Senhora da Luz, a Fonte Grande e o Casarão, os últimos registrados no diário de D Pedro II, durante sua visita em 1859.

Rodeada de águas claras e mornas, a Ilha de Tinharé possui uma faixa de praias inabitadas e uma reserva de Mata Atlântica rica em fauna e flora tropical. Neste cenário o turista pode se desafiar em esportes de aventura, náuticos e nos passeios ecológicos.

Por isso, todo mundo que vai a Morro de São Paulo, sempre quer voltar. Segundo pesquisa do Ministério do Turismo, o Morro é um dos destinos com maior índice de aprovação e retorno em todo o Brasil.

A Ilha de Tinharé fica em uma Área de Proteção ambiental (APA). Para entrar no Morro de São Paulo o turista tem que pagar uma tarifa no valor de R$ 15,00, referente à Taxa de Preservação Ambiental (TPA).

O tributo estabelecido foi criado pela Lei Complementar 387, votada pela Câmara Municipal de Cairu, em 27 de dezembro de 2012. A tarifa é respaldada na Constituição Federal de 1988 e no Código Tributário Nacional (CTN), que autorizam o município a instituir taxas, no exercício regular do Poder de Polícia.

O que fazer no Morro de São Paulo

Roteiro de Praias – O balneário é dividido em cinco praias, cada uma para um tipo de público distinto. A Primeira Praia é excelente para a prática do surf. A Segunda Praia é a praia da agitação e badalação. A Terceira Praia é a mais calma, para caminhar e mergulhar, é também a da saída dos passeios turísticos, a Quarta Praia é a que reúne as piscinas naturais, e por fim, a Quinta Praia, conhecida como Praia do Encanto, com ampla faixa de areia e exuberante paisagem.

Roteiro Histórico – A Fortaleza do Tapirandu, mais conhecida como o Forte de Morro de São Paulo é considerado um dos maiores conjuntos defensivos do Brasil, possui 678 metros de muralha e ruínas, protegidas pelo Patrimônio Histórico Nacional. O turista também não pode deixar de visitar o Farol do Morro, a Fonte da Bica e a Igreja Nossa Senhora da Luz, do século XVII, com  imagens sacras e o altar em estilo barroso.

Roteiro Bem Estar – Quem procura o contato com a natureza, não pode deixar de tomar um delicioso banho de argila na Praia da Gamboa, que serve como tratamento rejuvenescedor. Outras opções são as caminhadas, a prática de Ioga em diversos pontos da ilha, massagens relaxantes e picos propícios à meditação.

Roteiro Badalação – Quem prefere o agido das baladas, o Morro de São Paulo oferece muitas opções, com festas de segunda a segunda. A noite do Morro é super agitada. As baladas atingem todos os gostos. Quem prefere sair mais cedo pode curtir uma boa música ao vivo, na praia ou nos inúmeros restaurantes da Vila. Para quem prefere madrugar, os melhores destinos são as boates e lounges de música eletrônica, com um jet set internacional, multicultural, para ninguém botar defeito.

Roteiro de Esportes – As águas claras e mornas da baía de Tinharé oferecem ótimas opções para os fissurados na prática de esportes. Quem passa pela ilha não pode deixar de dar uma volta nos catamarãs de praia, ou se aventurar no esqui aquático, windsurf, canoagem. Outra excelente opção são os mergulhos guiados, pelas piscinas naturais. Os que preferem algo mais radical, podem se aventurar na tirolesa. Com 57 metros de altura e outros 347 de comprimento, a tirolesa de Morro de São Paulo é uma das maiores em queda livre sobre o mar, do Brasil.

COMO CHEGAR:

Partindo de Salvador existem várias opções: Se for de carro, a melhor opção é utilizar o sistema ferry-boat “Salvador – Bom Despacho”, na Ilha de Itaparica, de onde é possível seguir pela rodovia BA-001, passando por Nazaré das Farinhas, até a cidade de Valença, por 105 km. Chegando a Valença existem barcos e lanchas rápidas que saem a cada uma hora. O trajeto pode durar de 30min a 1h30 mim.

Outra opção é seguir de Salvador direto para Morro, por via marítima. Em frente ao Mercado Modelo, saem vários catamarãs. A viagem é feita beirando a costa e dura em média 2h30. Existe ainda a possibilidade de fazer o trajeto semi terrestre, ou seja, metade por mar, metade por terra. A viagem dura 2h30, com três baldeações.

Para os que querem uma viagem mais rápida e panorâmica, a opção é via aérea. Existem vôos diretos fretados que saem do Aeroporto Internacional Luiz Eduardo Magalhães. A duração da viagem até Morro de São Paulo é de aproximadamente 30min. Apenas duas empresas operam no trajeto, por isso vale à pena fazer a reserva antecipadamente. Para os turistas que saem de São Paulo, a empresa Azul opera um voo semanal Campinas Valença, com chegadas e saídas apenas às quintas-feiras.

As belezas de Boipeba

Há poucos dias para os festejos de réveillon, um dos paraísos do arquipélago de Tinharé, município de Cairu – Baixo Sul da Bahia, a Ilha de Boipeba é o destino indicado para pessoas que querem essencialmente contato com a natureza, paz e tranquilidade. Somado a paisagens extasiantes com sol, mar, rio e praia, Boipeba se destaca entre os locais mais bonitos do Brasil.

 A ilha, reconhecida pela UNESCO como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade, está inserida no Corredor Central da Mata Atlântica e foi escolhida como a mais bonita do país e a segunda da América do Sul. A seleção feita pelos internautas do Traveller´s Choice 2013, do Trip Advisor, site especializado em turismo e um dos mais acessados no mundo.

Boipeba deixou para trás outros destinos brasileiros de reconhecimento internacional como Fernando de Noronha, em Pernambuco, Ilha Grande, no Rio de Janeiro, as ilhas Santa Cruz e Isabela, do arquipélago de Galápagos, no Equador, e mesmo a vizinha Ilha de Tinharé, conhecida por abrigar o Morro de São Paulo.

Seu reconhecimento não é para menos. Localizada a aproximadamente 100 km de Salvador por via marítima e 356 km por via terrestre, uma das marcas de Boipeba é a tranquilidade e contato com uma natureza, quase que inexplorada.  A escapada perfeita da rotina inclui mergulhar com snorkel em um amplo recife de corais, caminhar pela exuberante floresta atlântica e provar os frutos do mar mais frescos que você já viu na vida.

Boipeba reserva tradição e encanto aos turistas. O ponto forte da ilha são as paisagens que impressionam pela beleza e perfeição. Porém, a simplicidade da pequena vila de pescadores e o aconchego da população local dão um charme ainda maior ao destino.

O Rio do Inferno separa Boipeba da Ilha de Tinharé. No entanto, o lugar mais parece um paraíso, onde só se ouve o barulho da água doce que calmamente se encontra com o mar. O final de tarde, ali, é palco de um espetáculo imperdível da natureza: o pôr do sol com uma fantástica mistura de cores e encanto.

Composta por floresta densa da Mata Atlântica, restinga, dunas, extensos manguezais e praias paradisíacas com coqueirais e recifes de grande valor ecológico e paisagístico, a ilha possui ainda recifes de corais que se estendem pela costa e tornam as praias abrigadas das ondas e correntes. Em meio à grande variedade de corais e seres marinhos, os visitantes podem ser surpreendidos com a presença de tartarugas marinhas na região, que desovam em diversas praias da ilha.

O que fazer em Boipeba

Roteiro de Praias – Uma das mais bonitas, a Praia da Boca da Barra é a interseção entre o Rio e o Mar. A Praia de Itacimirim, com ampla faixa de areia é uma boa opção de passeio à pé ou de cavalo. Já a praia da Cueira, uma das mais belas da ilha, merece uma atenção especial. As praias de Moreré e Ponta dos Castelhanos também são excelentes opções.

Roteiro Histórico – A igreja do Divino Espírito Santo, localizada na Velha Boipeba, é o principal monumento da ilha. Há ainda outro importante monumento que data dos primórdios da fundação da cidade – a Residência dos Jesuítas. Pela sua importância histórica e integração com o entorno arquitetônico e natural do sítio, é um dos monumentos que merecem especial atenção.

Roteiro Gastronômico – A culinária local é outra grande atração. Na vila, o visitante pode se deliciar com pratos feitos à base de frutos do mar, e a famosa “pimenta arriba saia”. Um dos passeios mais procurados é na Praia da Cueira, para degustar a famosa lagosta  do  Sr. Guido, um pescador local, que prepara pratos fabulosos à base do crustáceo, na beira da praia, com água do mar.

Roteiro de Mergulhos e Trilhas – o ponto alto de Boipeba são os passeios e trilhas que podem ser feitos à pé ou a cavalo, mas devem ser sempre acompanhados por um guia local. Passando por paisagens rupestres, o turista conhece o dendezeiro, a mangabeira e o cajueiro, plantas típicas da região. Outro passeio indicado é o de canoa pelo mangue,  ou  ainda  os  famosos  mergulhos  de  superfície  pelo  banco  de  corais  das piscinas naturais.

COMO CHEGAR:

Para chegar em Boipeba não é muito fácil, mas as dificuldades de acesso deixam o destino ainda mais charmoso. Do aeroporto de Salvador partem pequenos aviões. A viagem demora 30 minutos, mas são aeronaves fretadas e não são periódicas. Outra opção são as empresas de transfer. A viagem é semiterrestre (vans e barcos) tem duração média de 4h. As saídas são diárias.

Se a opção for barco, o melhor é seguir de Salvador até Morro de São Paulo, via catamarã, e lá pegar uma conexão, por meio de lancha rápida. Neste caso a viagem pode durar cerca de 4 horas.  Os catamarãs saem diariamente em vários horários.

Quem viaja de carro ou ônibus, têm várias opções: a primeira via Baía de Todos os Santos com o Ferry-boat até Bom Despacho. A partir daí, segue até Valença. Se o viajante optar, pode fazer o caminho via BR 324, e depois BR 101.

A viagem, por terra dura aproximadamente 3 horas. Chegando a Valença ele pode deixar o carro em um dos estacionamentos pagos e pegar um barco ou lancha rápida para Boipeba. Existem saídas de uma em uma hora. Outra opção é seguir   até a comunidade de Graciosa, a 10km, e à partir daí, deixa o carro e segue de barco.

1 Comentário on REVEILLON 2016 em Morro de São Paulo?

  1. Muito interessante o site. Mas meu problema são essas dores. Quando enfrentei uma crise de dores nas costas, o médico me indicou desse colchão magnético . Alguém aqui conhece? Parece que ajuda até insonia.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*