Espetáculo “Single Singers Bar” entra em cartaz no teatro Vila Velha

A montagem tem idealização e direção geral de Dagoberto Feliz e traz no elenco os atores Silmara Deon (que também assina a direção de produção), Lilian Blanc, Fernando Nitsch, Bruno Perillo, Cacau Merz, Dani Nega, Katia Naiane, Helder Mariani, Demian Pinto e Bruno Guida.

 

O espetáculo musical “Single Singers Bar”, que chega a Salvador nos dias 16 e 17 de abril no Teatro Vila Velha, é um espetáculo músico-teatral ambientado no palco de um bar com a estética de cabaré e traz nove atores, acompanhados por um pianista, retratando a solidão e interpretando composições mundialmente conhecidas de autores clássicos como Kander & Ebb, Gershwin, Cole Porter e Kurt Weill, em versões assinadas por Claudio Botelho e Carlos Rennó.

 

A montagem tem idealização e direção geral de Dagoberto Feliz e traz no elenco os atores Silmara Deon (que também assina a direção de produção), Lilian Blanc, Fernando Nitsch, Bruno Perillo, Cacau Merz, Dani Nega, Katia Naiane, Helder Mariani, Demian Pinto e Bruno Guida.

 

No repertório estão canções como “Let’s Do It, Let’s Fall in Love” (Cole Porter), “Lorelei” (Ira e George Gershwin), “You Can’t Get a Man with a Gun”, “Homework” e “When the Midnight Choo Choo” (Irving Berling), Prelúdio nº 2 para Piano (George Gershwin), “Nowadays”, “Pinneaple”, “Don’t Tell Mamma”, “Mr. Celophane”, “Class”, “If You Could See Her” e “Cabaret” (Kander & Ebb), “Getting Married Today” (Stephen Sondhein), entre outras.

 

Cenografia – O cenário, assinado por Flávio Tolezani, combinado à trajetória do espetáculo que começa otimista, alcança as questões da realidade e constrói um ambiente de “glamour decadente”. Por se tratar de uma encenação sobre a apresentação de cantores solitários em um bar, a cenografia – agora adaptada para o Vila Velha – aproxima ainda mais o público da cena. “O novo espaço nos permitiu criar um bar que fica no mesmo nível dos atores, trazendo de certa maneira o público para a cena. Temos mais a cara de um cabaré”, explica diretor Dagoberto Feliz.

 

Já os figurinos da montagem foram criados por Humberto Vieira. Para traduzir melhor a evolução da peça, o diretor  cita um trecho de “Nowadays”, uma das músicas que abrem o espetáculo: “O tempo vai passar e tudo vai murchar, mas, por enquanto, é assim”.

 

 

FICHA TÉCNICA

 

Músicas de: Cole Porter, Gershwin e Kurt Weill

Idealização e Direção Geral: Dagoberto Feliz

Elenco: Silmara Deon, Lilian Blanc, Fernando Nitsch, Bruno Perillo, Cacau Merz, Dani Nega, Katia Naiane, Helder Mariani, Demian Pinto e Bruno Guida

Desenho de Luz: Aline Santini

Cenário: Flávio Tolezani

Figurinos: Humberto Vieira

Direção de Movimento: Leonardo Bertholini

Preparação Técnica Vocal: Álvaro Netto

Fotos: Bob Sousa

Design Gráfico: INQUIETO ART STUDIO Rosane Andrade

Produção Executiva: Regilson Feliciano

Direção de Produção: Silmara Deon

Direção Comercial: Vito Andolini

Realização: Nossa Senhora da Produção

 

 

SERVIÇO:

ONDE: Teatro Vila Velha

DIAS 16 e 17 de Abril

HORA: Sábado 20h Domingo 19h

VALOR: R$ 20,00 INTEIRA e R$ 10,00 MEIA

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*